Tag Archives: Inveja

15 de setembro – Dia de Nossa Senhora das Dores

Hoje comemoramos na igreja a festa de Nossa Senhora das Dores.

14 de setembro – Solenidade da Exaltação da Santa Cruz

Hoje nós comemoramos a Festa da Exaltação da Santa Cruz, a cruz é salvação. Quem carrega a sua cruz seguindo os passos de Jesus, consegue alcançar vitórias, e ainda recebe como herança o Reino dos Céus.

Que você nunca desista de carregar a sua cruz, seja fiel, sobretudo nos momentos mais difíceis, através da cruz, nós alcançamos a salvação.

Que Jesus possa abençoar você nesse distante.

08 de setembro – Dia do Nascimento de Maria

Natividade de Nossa Senhora, celebramos o nascimento da Mãe de Jesus

Hoje é comemorado o dia em que Deus começa a pôr em prática o Seu plano eterno, pois era necessário que se construísse a casa, antes que o Rei descesse para habitá-la. Esta “casa”, que é Maria, foi construída com sete colunas, que são os dons do Espírito Santo.

Deus dá um passo à frente na atuação do Seu eterno desígnio de amor, por isso, a festa de hoje, foi celebrada com louvores magníficos por muitos Santos Padres. Segundo uma antiga tradição os pais de Maria, Joaquim e Ana, não podiam ter filhos, até que em meio às lágrimas, penitências e orações, alcançaram esta graça de Deus.

De fato, Maria nasce, é amamentada e cresce para ser a Mãe do Rei dos séculos, para ser a Mãe de Deus. E por isso comemoramos o dia de sua vinda para este mundo, e não somente o nascimento para o Céu, como é feito com os outros santos.

Sem dúvida, para nós como para todos os patriarcas do Antigo Testamento, o nascimento da Mãe, é razão de júbilo, pois Ela apareceu no mundo: a Aurora que precedeu o Sol da Justiça e Redentor da Humanidade.

Nossa Senhora, rogai por nós!

Fonte: Canção Nova

27 de Agosto – Dia de Santa Mônica, mãe de Santo Agostinho

Neste dia, celebramos a memória desta grande santa, que nos provou com sua vida que realmente “tudo pode ser mudado pela força da oração.” Santa Mônica nasceu no norte da África, em Tagaste, no ano 332, numa família cristã que lhe entregou – segundo o costume da época e local – como esposa de um jovem chamado Patrício.

Como cristã exemplar que era, Mônica preocupava-se com a conversão de sua família, por isso se consumiu na oração pelo esposo violento, rude, pagão e, principalmente, pelo filho mais velho, Agostinho, que vivia nos vícios e pecado. A história nos testemunha as inúmeras preces, ultrajes e sofrimentos por que Santa Mônica passou para ver a conversão e o batismo, tanto de seu esposo, quanto daquele que lhe mereceu o conselho: “Continue a rezar, pois é impossível que se perca um filho de tantas lágrimas”.

Santa Mônica tinha três filhos. E passou a interceder, de forma especial, por Agostinho, dotado de muita inteligência e uma inquieta busca da verdade, o que fez com que resolvesse procurar as respostas e a felicidade fora da Igreja de Cristo. Por isso se envolveu em meias verdades e muitas mentiras. Contudo, a mãe, fervorosa e fiel, nunca deixou de interceder com amor e ardor, durante 33 anos, e antes de morrer, em 387, ela mesma disse ao filho, já convertido e cristão: “Uma única coisa me fazia desejar viver ainda um pouco, ver-te cristão antes de morrer”.

Por esta razão, o filho Santo Agostinho, que se tornara Bispo e doutor da Igreja, pôde escrever: “Ela me gerou seja na sua carne para que eu viesse à luz do tempo, seja com o seu coração para que eu nascesse à luz da eternidade”.

Santa Mônica, rogai por nós!

Fonte: Canção Nova

15 de Agosto – Assunção de Nossa Senhora – Mãe de Deus

Olá meu irmão, olá minha irmã,

Hoje é um dia especial na Igreja Católica, comemoramos a Assunção de Maria aos céus.

Deus lhe concedeu como a Virgem antes do parto, no parto e depois do parto, como a Mãe de Deus

A Assunção de Nossa Senhora ao céu é celebrada anualmente a 15 de agosto.